(015) 3346 0478

Siga-me

Carlos Cezar cobra do presidente nacional da Enel plano estratégico para evitar crises

uvido na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) pelos membros da CPI da Enel, nesta quinta-feira (16), o diretor-presidente nacional da empresa privada do setor elétrico que atende 24 municípios paulistas, Nicola Cotugno, garantiu que vai apresentar um plano estratégico com o objetivo de minimizar os problemas com apagões vividos pelos usuários.

Problemas que se agravaram nas últimas semanas, com o temporal que atingiu a Ccapital e arredores no último dia 3, deixando 2,1 milhões de pessoas no escuro por até três dias seguidos.

No início do depoimento de Cotugno na Alesp, 60 mil pessoas atendidas pela Enel estavam sem energia na Região Metropolitana de São Paulo devido a novas pancadas de chuva.

Carlos Cezar (PL) lembrou a razão de a CPI ter sido solicitada no Parlamento Paulista. “Ela foi criada justamente pelos maus serviços prestados e imensas reclamações. Temos várias empresas do setor elétrico no Estado, mas a única que precisamos criar uma CPI foi a Enel. Quando nos desculpamos é porque falhamos; isso é nobre. Mas de nada adianta se não tivermos ações para resolver as questões. Esperamos que o Procon estipule uma multa bastante significativa”, afirmou.

Leia mais na Agência de Notícias Alesp.