(015) 3346 0478

Siga-me

Carlos Cezar classifica como retrocesso a descriminalização da maconha pelo STF

Na sessão legislativa desta quarta-feira (26), o deputado Carlos Cezar (PL) se manifestou contrariamente à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que descriminalizou o porte de maconha para uso pessoal. O plenário da Suprema Corte definiu a porção de 40 gramas da droga como critério para diferenciar o usuário do traficante.

Carlos Cezar, que é o coordenador da Frente Parlamentar Evangélica (FPE) da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), definiu a medida como um contrassenso a políticas de combates a drogas lícitas adotadas no Brasil nos últimos anos, por exemplo, as proibições do consumo de cigarros em lugares fechados e bebidas alcoólicas em estádios de futebol.