Nós temos 70 visitantes online

Homem de Fé e Trabalhador

Tudo o que te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças" Eclesiastes 9.10
TwitterFacebookGoogleYoutube
Home » Administrador Geral
A+ R A-
O deputado estadual Carlos Cezar (PSB) enviou, nesta semana, um requerimento de informação à Secretaria de Estado de Saúde sobre a falta de bolsas de colostomia no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).
Há algum tempo, a imprensa de Sorocaba e região tem noticiado o gravíssimo problema que os mais de 980 pacientes ostomizados de Sorocaba e mais de 47 cidades da região têm enfrentado, com a falta de bolsas coletoras no ambulatório do Hospital Regional.
Esses pacientes precisam usar diariamente a bolsa coletora externa para eliminar fezes ou urina e estão sem recebê-la gratuitamente há dois meses. Os pacientes também têm reclamado da falta de placas de curativos e o Spray de Barreira, um protetor cutâneo que atua como uma barreira contra efluentes.
“Não podemos admitir essa condição humilhante e que coloca em risco saúde dos pacientes!”, afirma o deputado Carlos Cezar.
O parlamentar cobra respostas e soluções do Governo do Estado e promete manter a fiscalização sobre o problema.
O deputado estadual Carlos Cezar (PSB) protocolou, nesta terça-feira, 19, na Assembleia Legislativa de São Paulo, uma solicitação ao Departamento de Estradas de Rodagem-DER, para que sejam adotadas medidas junto à ARTESP, para a instalação de iluminação no trecho urbano da SP-264.

O trecho escuro da Rodovia João Leme dos Santos, que fica no Jardim Tatiana, no município de Sorocaba, tem deixado os moradores da região inseguros.

A iluminação pública tem como principal objetivo deixar mais seguros os locais por onde as pessoas transitam, permitindo maior visibilidade aos pedestres sobre o que está a sua volta.

O deputado estadual aguarda as providências para o atendimento da solicitação.
No último dia 8, um trágico incêndio tirou a vida de dez meninos das categorias de base do Flamengo, no Centro de Treinamento do clube, no Rio de Janeiro. O acidente provou que é de extrema importância a adoção de medidas preventivas para situações de emergência.

Se um incêndio inicia-se em uma sala de aula, será que a escola tem uma rota de fuga? Será que alunos e professores a conhecem? Será que sabem o que fazer?

Por isso, o deputado estadual Carlos Cezar (PSB) vai protocolar nos próximos dias, um Projeto de Lei para prevenir acidentes nas escolas da rede estadual, municipal e particular de ensino do Estado de São Paulo. A ideia é criar Comissões Internas de Prevenção de Acidentes – Cipas e realizar, anualmente, exercícios de simulação de emergência supervisionada pelo Corpo de Bombeiros, para determinar um plano de evacuação.

Saber como agir e para onde ir nessas situações é primordial para a segurança, principalmente, de crianças e jovens.
O deputado estadual Carlos Cezar, atual líder do governo na Assembleia Legislativa de São Paulo, solicitou à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação que seja implantado um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo – UNIVESP – na cidade de Ibiúna.
A solicitação, que foi feita em maio de 2018, por causa de uma reivindicação feita pelo prefeito João Mello, será atendida e o município receberá quatro cursos para o vestibular do segundo semestre da UNIVESP. São eles: Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Licenciatura em Matemática e Pedagogia, todos com 50 vagas cada.
Os polos da UNIVESP são espaços físicos onde os estudantes contam com infraestrutura (computadores, impressoras e acesso à internet) e realizam atividades como provas, discussões em grupo e trabalhos orientados por tutores. Ali, também podem solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).
Grande parte dos cursos da UNIVESP é realizada em AVA, plataforma on-line na qual os estudantes desenvolvem atividades acadêmicas que incluem assistir a videoaulas, acessar material didático e bibliografia das disciplinas e tirar dúvidas do conteúdo com tutores.
A criação desses polos constitui em uma valiosa alternativa para que milhares de estudantes tenham acesso a um curso de graduação no padrão das melhores universidades do país e de forma gratuita. É o que se busca para os ibiunenses.