Nós temos 59 visitantes online

Homem de Fé e Trabalhador

Tudo o que te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças" Eclesiastes 9.10
TwitterFacebookGoogleYoutube
Home » Administrador Geral
A+ R A-

Nesta quarta-feira (29), o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), vinculado ao Governo do Estado, respondeu ofício do deputado Carlos Cezar, que solicitava informações sobre as obras de melhorias no aeroporto de Sorocaba, "Bertram Luiz Leupolz".

No documento assinado pelo superintendente Ricardo Volpi, o Daesp informou que a instalação da infraestrutura de edificações e elétrica para abrigar a TWR – Torre de Controle, com investimento no valor de R$ 13,8 milhões, será concluída no primeiro semestre.

“Solicitei celeridade no processo em razão do crescente movimento de aeronaves registrado nos últimos anos. Com a nova aquisição, o Aeroporto de Sorocaba se tornará mais seguro e com isso atrairá mais investimentos para a cidade”, explicou Carlos Cezar.

O Daesp ainda anunciou que prepara para este semestre o termo de referência para licitação dos equipamentos de navegação aérea, com entrega prevista para o fim do ano. Os equipamentos serão obtidos com recursos federais oriundos do Programa de Investimento em Logística (PIL), totalizando R$ 7,3 milhões.

Nos últimos cinco anos, o Aeroporto de Sorocaba recebeu R$ 36,4 milhões do Governo do Estado para desenvolvimento de sua infraestrutura.



Foto: Arquivo JCS/Aldo V. Silva

O PSB realiza uma consulta pública pela internet para saber a opinião dos brasileiros sobre a reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer.

A pesquisa pode ser acessada no site nacional do partido www.psb40.org.br ou nas redes sociais e respondida por qualquer cidadão, filiado ou não. Basta preencher nome e e-mail para responder as questões.

O resultado desse levantamento, somado às opiniões de parlamentares, dirigentes, filiados e integrantes de movimentos sociais, servirá de subsídio para a decisão final da Executiva Nacional do PSB.

A PEC 287 está em tramitação em uma comissão especial, na Câmara dos Deputados. O prazo para apresentação de emendas foi prorrogado a pedido da bancada socialista.

Ao todo, deputados da base aliada e da oposição já haviam apresentado 146 emendas, propondo mudanças, retirada ou inclusão de artigos. A maior parte delas pede que não haja mudanças nas regras da aposentadoria rural.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirma que a participação de todas as pessoas nesta consulta será importante para um posicionamento consistente do partido. O PSB elabora uma proposta de reforma alternativa à do governo Temer, que será apresentada pela bancada no Congresso.

Nos diversos debates realizados pelos socialistas, Siqueira tem defendido o sistema de Seguridade Social em vigor no país. “A grande conquista destes 30 anos de democracia foi a criação da Seguridade Social, que reúne a Saúde, a Previdência e a Assistência. Não podemos abrir mão dessa grande política criada pela Constituição de 1988, que promoveu justiça social depois de séculos de exclusão”, afirmou.

Segundo ele, o PSB reconhece a necessidade de uma reforma, entretanto, sem comprometer a essência do sistema: a solidariedade, a inclusão e a distribuição de renda entre os mais necessitados. “Nós não podemos tirar direitos daqueles que têm menos direitos e que, pela primeira vez, tiveram algum direito no país”, declarou.

A proposta do governo, que amplia idade mínima e tempo de contribuição para todos, igualando exigências entre homens e mulheres, afeta especialmente a aposentadoria do trabalhador rural e dos cidadãos com direito aos Benefícios de Prestação Continuada (BPC).

Em nota distribuída nesta semana, o presidente socialista afirma que os segmentos representados pelo partido e sua própria história são diretamente e negativamente afetados pela proposta governista, o que na prática impede a legenda de aceitá-la, sem que ocorram alterações significativas.

 

Nesta segunda-feira (20/03), o deputado estadual Carlos Cezar esteve no gabinete do secretário de Saúde do Estado, David Uip, para cobrar um melhor atendimento aos pacientes da rede pública estadual.

O parlamentar apresentou um relatório com diversos casos de pacientes que aguardam semanas e até meses por procedimentos médicos não respondidos. Ele também lembrou os casos de falta de material básico, como seringa e luvas, no Conjunto Hospitalar de Sorocaba, que presta atendimento para 48 cidades da região.

A reunião contou também com a presença da diretora do Departamento Regional de Saúde XVI – Sorocaba, Silvia Maria Ferreira Abrahão, que também recebeu o relatório do parlamentar.

“O encontro foi necessário, pois estamos representando o anseio de todos os enfermos e familiares que aguardam um atendimento digno por parte do Estado. Não podemos aceitar que as demandas por saúde fiquem sem respostas”, afirmou Carlos Cezar.

A diretora se comprometeu a verificar os ofícios não respondidos e também melhorar a comunicação de sua equipe para que os pacientes tenham respostas sobre suas necessidades. Sobre os problemas no CHS noticiados pela imprensa, ela disse que os insumos não encontrados no almoxarifado do hospital já foram comprados e devem chegar em breve.

Auxílio ao GPACI

Outro importante tema da reunião foi sobre auxílio ao Hospital do Câncer Infantil – Gpaci. O deputado convidou a diretoria do hospital para apresentar suas principais demandas, entre elas, um aparelho de tomografia e apoio junto ao Ministério da Saúde, para credenciamento de serviço de transplante de medula óssea.

“Hoje um aparelho de tomografia é item básico em um hospital e não temos por falta de recursos. A chegada de um tomógrafo representaria um avanço imenso no nosso atendimento”, explicou o presidente do Gpaci, Carlos Camargo Costa.

O secretário David Uip se comprometeu a conversar com a Prefeitura de Sorocaba para, em conjunto, destinarem o equipamento.

Já sobre o credenciamento no Ministério da Saúde, Uip e o deputado Carlos Cezar solicitarão agenda com o ministro Ricardo Barros afim de conseguir a habilitação ao Gpaci para o procedimento.

Na manhã desta sexta-feira (10), o líder da bancada do PSB na Assembleia Legislativa, deputado Carlos Cezar participou da entrega de doações de recursos para cinco entidades sociais de Sorocaba, promovida pela Fundação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Fundafresp).

As entidades beneficiadas foram: Centro Social São José, de Sorocaba (R$ 50 mil); Centro Familiar de Solidariedade Nossa Senhora Rainha da Paz (R$ 6 mil); Integra – Profissionalização e Sociabilização do Deficiente Auditivo (R$ 6 mil); Coeso - Centro de Orientação e Educação Social (R$ 6 mil) e Lar Escola Monteiro Lobato (R$ 6 mil).

A cerimônia que aconteceu na Delegacia Regional Tributária, contou com a participação do presidente da Afresp, Rodrigo Keidel Spada, o coordenador do Fundafresp, José Roberto Rosa, o diretor Regional de Sorocaba, Pedro Esteves; o Adjunto, Ronaldo Mitsudo; o Auxiliar do Fundafresp, Gustavo Moura; o Conselheiro Suplente, Ulysses Arêas; o Delegado Regional Tributário, Chilion de Siqueira Gomes Junior; o secretário-geral do Sinafresp, Glauco Honório; e a diretora de Assuntos Parlamentares e Relações Institucionais / Diretora de Aposentados e Pensionistas, Mônica Paim.

O coordenador José Rosa reforçou a importância do trabalho dos agentes fiscais de renda, tanto na arrecadação de recursos para o Estado, quanto para os que destinam parte do seu salário para o Fundafresp e assim ajudam o próximo.

Em concordância, o presidente da Afresp, Rodrigo Spada, ressaltou a importância da doação agentes ao Fundafresp. “Juntando as doações de R$ 36 no mínimo, temos hoje a distribuição de mais de R$ 1.200 milhão a mais de 60 entidades do estado todo. É uma jornada longa, mas é extremamente gratificante, é nossa oportunidade de poder contribuir”.

O deputado Carlos Cezar disse reconhecer o trabalho dos agentes fiscais de renda na busca da transformação da realidade social. “Há muito tempo, os fiscais eram os coletores de impostos. Matheus e Zaqueu eram coletores, mas eram mal vistos, porque eles retiravam as riquezas do povo para favorecer os ricos. Hoje, são vocês que trazem os recursos para o estado oferecer segurança, saúde e educação para o povo. Sem vocês, não teríamos o aparelho do Estado”, concluiu.




Fonte: Site Afresp (www.afresp.org.br)