Nós temos 8 visitantes online

Homem de Fé e Trabalhador

Tudo o que te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças" Eclesiastes 9.10
TwitterFacebookGoogleYoutube
Home » Administrador Geral
A+ R A-

Nesta terça-feira (12/09), o presidente da Frente Parlamentar Evangélica da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Carlos Cezar fez um forte discurso e protocolou uma moção de repúdio contra o Grupo Santander, por conta da exposição “Queermuseu — Cartografias da diferença na arte brasileira”, em cartaz há quase um mês, no Santander Cultural, em Porto Alegre.

De acordo com o parlamentar, a mostra – cancelada no último domingo, possuía obras que claramente faziam apologia à pedofilia, zoofilia, além de tratar com escárnio os símbolos cristãos.

“Dizer que é arte, não dá o direito de cometer crimes. A liberdade, mesmo que de expressão, termina assim que ela é utilizada para ofender o próximo gratuitamente”, explicou Carlos Cezar.

Em seu discurso, o parlamentar lembrou o início do século 20, quando intencionalmente o artista Marcel Duchamp expôs um urinol como obra de arte numa galeria.

“A arte passou a ser qualquer coisa que o ‘artista’ diga ser e quem discordar só pode ser um ignorante, um intolerante. Daí é possível entender a existência de uma exposição que retrata pedofilia e zoofilia como mera diferença sexual e, como todas as diferenças, teriam de ser toleradas”, elucidou.

Para ele, muitos artistas estão mais preocupados em chocar os espectadores do que trazer à tona assuntos de reflexão. “Muitos são militantes travestidos de artistas, que buscam impor uma agenda ideológica e quem discordar é um fascista”, finalizou Carlos Cezar.

Após grande repercussão nas redes sociais, o Santander – que perdeu 20 mil clientes em dois dias, cancelou a mostra, pediu desculpas à sociedade e prometeu devolver os R$ 800 mil captados da Lei Rouanet para a realização da exposição.

No dia 31 de agosto, o governador Geraldo Alckmin assinou convênio com diversos municípios paulistas e entidades, entre eles, R$ 160 mil para a saúde de Campo Limpo Paulista.

A verba indicada pelo deputado estadual Carlos Cezar será utilizada para a compra de uma ambulância, no valor de R$ 120 mil, e também para a aquisição de equipamentos odontológicos, no valor de R$ 40 mil, para o município

A destinação do parlamentar foi um pedido do vereador Marcelo de Araújo que esteve no escritório político do deputado no dia 19 de junho para solicitar os recursos.

“É importante a população saber quem são os deputados que realmente ajudam nossa cidade. O deputado Carlos Cezar é um parceiro de Campo Limpo Paulista e estes recursos serão extremamente importantes para a saúde do nosso município”, explicou o vereador.


O governador Geraldo Alckmin assinou, nesta quinta-feira (31), o 9º lote de convênios do ano com 63 municípios paulistas e entidades, no total de 68 acordos celebrados. O investimento será de R$ 7,6 milhões.
Entre os convênios firmados, dois foram verbas parlamentares destinadas pelo deputado estadual Carlos Cezar. O primeiro para o Hospital do Câncer de Barretos e o segundo para o Instituto do Câncer Doutor Arnaldo Vieira de Carvalho, ambos no valor de RS 125 mil.
“Estas instituições realizam um trabalho essencial para pacientes não apenas de seus municípios, mas de todo o Estado de São Paulo. Levo como uma obrigação pessoal auxiliar na manutenção destes hospitais que salvam tantas vidas”, explicou Carlos Cezar.
A assinatura dos convênios aconteceu no Palácio dos Bandeirantes e, além do governador e do deputado, contou com a presença do presidente do Instituto do Câncer Doutor Arnaldo, Dr. Sérgio Luiz Innocenzi e também o diretor do Hospital do Câncer de Barretos, Dr. Raphael Luiz Haikel Júnior.
Gpaci Sorocaba
No mês passado, outra instituição beneficiada com verba destinada pelo deputado Carlos Cezar foi o Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil em Sorocaba (Gpaci). O montante atingiu o valor de R$ 200 mil.
Este é o quarto ano seguido que o parlamentar destina verba para a manutenção do hospital infantil sorocabano, no valor total de quase R$ 1 milhão.

Desde o último dia 21 de agosto, a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) recebeu 16.780 novos alunos aprovados no último vestibular realizado pela instituição, no mês de julho.

Responsável pelo maior plano de expansão do ensino superior do país, a Univesp, do Governo do Estado, é a melhor alternativa para quem quer cursar uma universidade, mas não tem tempo ou dinheiro para pagar uma faculdade.

“Tivemos recentemente a assinatura de convênio de 38 prefeituras para a instalação de novos polos da Univesp, chegando assim a 100 unidades no Estado. Isso possibilitou o crescimento de vagas de 2.200 para 16.780”, explicou o deputado Carlos Cezar, um dos grandes entusiastas da expansão ajudando na negociação entre Governo do Estado e Prefeituras.

Criada em 2012, a Univesp é uma fundação mantida pelo Governo do Estado, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação liderada pelo vice-governador, Márcio França.

“O aluno faz o seu horário e estuda pela Internet, com material pedagógico elaborado por professores das melhores universidades do país, como a USP, Unicamp e Unesp”, explicou o vice-governador Márcio França.

Como os cursos são semipresenciais, os alunos precisam comparecer a cada 15 dias nos polos, que são espaços físicos nos municípios. Eles oferecem a infraestrutura necessária (computadores, impressoras e acesso à Internet) para o estudante participar das atividades da universidade como provas, discussões em grupo e dos trabalhos orientados por tutores. Nesses locais, também é possível solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre a plataforma digital utilizada pelos estudantes para desenvolver as atividades acadêmicas, que incluem as vídeo-aulas e o acesso ao material didático, bibliografia e sistema para sanar dúvidas com os tutores.

Sete Cursos

A Univesp promoveu recentemente o seu vestibular para os cursos deste ano de Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Licenciatura em Matemática, Biologia, Física e o recém implantado curso de Pedagogia.