Nós temos 104 visitantes online

Homem de Fé e Trabalhador

Tudo o que te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças" Eclesiastes 9.10
TwitterFacebookGoogleYoutube
Home
A+ R A-
06 Nov

Assembleia Legislativa de SP aprova projeto de lei que classifica Limeira como Município de Interesse Turístico

Dar nota para esse item
(0 votos)

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou o projeto de lei nº 987/2017, que classifica Limeira e outras 30 cidades como Município de Interesse Turístico. A proposta é de autoria de diversos deputados, entre eles, de Carlos Cezar que intermediou a entrada de Limeira entre as cidades beneficiadas.

“Sabemos que o turismo de negócios é o foco da rede hoteleira de Limeira, com alta taxa de ocupação durante a semana. Conhecida pela produção de sucos, a cidade também vê crescer sua fabricação de joias e bijuterias”, explicou Carlos Cezar.

Com a conquista, a cidade passará a receber R$ 550 mil por ano da Secretaria de Turismo, para investir em infraestrutura local. O projeto aguarda apenas a sanção do governador Geraldo Alckmin para se tornar lei.

As outras cidades que deverão conquistar o selo são: Altinópolis, Araraquara, Araras, Areias, Cabreúva, Campina do Monte Alegre, Cardoso, Cruzeiro, Itapuí, Itupeva, Jaú, Lençóis Paulista, Lins, Mairiporã, Mira Estrela, Mogi das Cruzes, Nazaré Paulista, Novo Horizonte, Rancharia, Registro, Riolândia, Rosana, Santa Branca, Santa Cruz do Rio Pardo, Santo Expedito, São Simão, Tabatinga, Tambaú, Uchoa e Votuporanga.

Para ser de interesse turístico a cidade deve seguir alguns critérios como oferecer infraestrutura básica para atender o visitante,  incluindo sistema de transporte, serviço médico de emergência, meios de hospedagem e restaurantes. É preciso ainda ter um Conselho Municipal de Turismo firmado, além de ter potencial para atrair visitantes. Todos os municípios do Estado de São Paulo (exceto os que já possuem o titulo de Estância) podem pleitear o Titulo de Município de Interesse Turístico.

O turismo no Estado movimenta até 56 setores da economia. Gera um milhão de empregos diretos e dois milhões indiretos. São Paulo é único Estado com políticas públicas voltadas à atividade turística, tratado como vetor de desenvolvimento social e econômico.

Fazer um comentário